Skip links

Janeiro Branco: prevenção de doenças mentais!

O início do ano é marcado por desejos de renovação e mudança, sendo uma grande motivação para começar a traçar novos objetivos.

Por isso, é comum que janeiro seja o mês favorito para se matricular na academia, aprender outro idioma, praticar algum esporte, comprar um carro, viajar, entre outras atividades. 

Aproveitando esse momento, profissionais da área de psicologia escolheram esse mês para debater saúde mental com maior força. Bem como, conscientizar de modo geral a sociedade sobre a importância do tema.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde mental pode ser definida como “um estado de bem-estar no qual um indivíduo realiza suas próprias habilidades, pode lidar com as tensões da vida, trabalhar produtivamente e ser capaz contribuir com a comunidade.”

Saiba mais, lendo o texto abaixo:

A origem do Movimento Janeiro Branco

Criada em 2014 por psicólogos de Uberlândia (MG), o foco do Janeiro Branco é nos incentivar a pensar a respeito de como estamos cuidando da saúde mental.

Infelizmente, grande parte das pessoas deixam de lado esse aspecto. Seja pela rotina conturbada ou por terem a concepção de que a ausência de doenças mentais significa que tudo esta bem.

Essa desatenção com a mente afeta milhares de brasileiros, diminuindo as chances de ter uma vida plena, que demanda de nós atitudes como:

  • Aceitar e lidar com frustrações;
  • Estabelecer limites e identificar quando é hora de buscar ajuda;
  • Se relacionar de forma saudável com familiares, amigos e cônjuge; 
  • Realizar compromissos do dia a dia.

Além disso, o individuo fica mais propenso a desenvolver distúrbios mentais graves ao longo do tempo, principalmente quando se encontra em situação socioeconômica desfavorável. 

Conforme a Organização Mundial da Saúde, pessoas com condições criticas de saúde mental morrem em média 10 a 20 anos mais cedo do que a população em geral, sobretudo se comparado a doenças físicas evitáveis.

Compartilhe esse conteúdo 😉