Scroll to top

Nutrição no controle da pressão arterial

Frequentemente os distúrbios metabólicos, alterações funcionais ou estruturais de órgãos-alvo, são agravados pela presença de outros fatores de risco, como dislipidemia, obesidade abdominal, intolerância à glicose e diabetes melito.

Para esse diagnóstico, o tratamento é feito com medicamentos anti-hipertensivos, receitados por cardiologistas. Nestes casos, medidas adicionais podem ser tomadas, como parte do chamado tratamento não medicamentoso, que envolve além da prática de exercícios físicos, controle de peso e aspectos nutricionais.

A nutrição exerce um papel muito importante no controle da pressão arterial, em conjunto com os bons hábitos, conseguimos evitar alterações e contribuir para manter a saúde em dia!

Dicas de alimentação

  • Controle o consumo de sódio: Evite os alimentos e temperos industrializados que podem conter altas quantidades de sódio. Prefira temperos naturais, bem como preparações caseiras com quantidade controlada de sal.
  • Ácidos Graxos Insaturados: Inclua regularmente na dieta, alimentos fontes de ômega 3, como atum, salmão, sardinha, linhaça, chia e etc.
  • Fibras: O tipo de fibra presente na aveia, em leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha e ervilha), no trigo integral e nas hortaliças e frutas, também auxiliam na redução da pressão arterial.
  • Oleaginosas: Nozes, castanha de caju e do Pará, amendoim, pistache, avelã e amêndoa são alimentos envolvidos na prevenção da hipertensão arterial.
  • Alho: É um alimentos que possui inúmeros componentes bioativos importantes para o consumo.
  • Chocolate amargo: O chocolate com 70% cacau, apresenta efeito terapêutico, podendo promover discreta redução da pressão arterial pela alta concentração de polifenóis.

Confira o vídeo do Minuto com a Over sobre o tema:
Compartilhe esse conteúdo 😉
Author avatar

Overstress

A Overstress é uma empresa que está na vanguarda na área de gestão à saúde em empresas.

Posts relacionados